DANILO DRUMOND PENA
(1912-1985)


Da
nilo Pena, meu pai, foi um homem admirável. Com apenas educação primária incompleta, galgou posições administrativas de importância, tornando-se Superintendente do Banco Mercantil do Brasil. Foi grande entendedor de legislação bancária. Cultíssimo, conhecia profundamente a obra de Guimarães Rosa, Pedro Nava e Érico Veríssimo, de quem foi amigo. Contista e poeta nas horas vagas, deliciou seus netos com estórias fantásticas de animais falantes.

Se Danilo Pena tivesse podido continuar seus estudos até conseguir um grau universitário, certamente teria deixado um marco profundo na história do Brasil. Criei esta fundação beneficente, dedicada a sua memória, para poder permitir que outros como ele, que não podem continuar seus estudos, tenham condições de concretizar plenamente seus potenciais intelectuais.

Sérgio Danilo Junho Pena
Fundador
da Fundação Danilo Pena

 

 


Dr. Sérgio  Pena
Fundador e Idealizador da FUNDAPE

Currículo