Determinação de Paternidade pelo DNA small logo
NOVO! Dr. Sérgio Pena explica como é feito o teste de determinação de paternidade em DNA.
Clique aqui para ver o filme. Para assistir outros filmes sobre o mesmo assunto na TV GENE, clique aqui.

O Laboratório GENE - Núcleo de Genética Médica de Minas Gerais foi pioneiro na América Latina no estudo de paternidade em DNA pela técnica de sondas multilocais ("impressões digitais de DNA"), em 1988, e foi o primeiro  laboratório brasileiro a utilizar a técnica de PCR para teste de paternidade em 1990. Até o ano de 1992 o GENE era o único laboratório que realizava o teste de paternidade em DNA no Brasil. Hoje, com quase 20 anos de experiência, o Laboratório GENE realiza todos os tipos de exames para a determinação de vínculos de parentesco (paternidade, maternidade, irmandade, meia-irmandade, relações tio-sobrinho - avuncularidade etc.), sempre com os preços mais justos considerando-se custo/benefício e a alta certeza nos resultados. 

É importante saber que não existe um resultado automático SIM ou NÃO de "exame em DNA", mas um laudo contendo a conclusão do perito com base na análise dos dados genéticos obtidos em testes laboratoriais. Daí a importância das pessoas interessadas informarem-se adequadamente sobre o tema, para poder escolher um perito e um laboratório com especialização e competência. É essencial entender a importância da experiência, idoneidade e conhecimentos de quem faz a interpretação, prepara e assina um laudo que vai ter reflexo sobre a vida de várias pessoas.

O DNA é uma molécula enorme e não pode ser toda estudada. Perícias de paternidade são diferentes entre laboratórios porque cada um escolhe quantos e quais locos quer - ou consegue - testar. O preço da perícia é diretamente proporcional à quantidade de regiões genéticas do DNA (tecnicamente chamadas de locos) que serão analisadas e, depois, comparadas: quanto mais locos são examinados, mais completo o exame, mais alto o preço e mais seguro o resultado!

Alguns detalhes metodológicos dos testes forenses em DNA podem ser obtidos em um artigo do Prof. Sérgio Pena publicado no periódico Parcerias Estratégicas (Vol. 20, pgs. 447-460, 2005). O artigo pode ser baixado clicando aqui.

Confidencialidade do teste de DNA

Todos os exames de Determinação de Paternidade realizados pelo Laboratório GENE - NÚCLEO DE GENÉTICA MÉDICA DE MINAS GERAIS - sob a direção do médico Prof. Dr. Sérgio Danilo Junho Pena, com Ph.D. em genética, pela Universidade de Manitoba, Canadá, clique aqui para acessar o curriculum vitae - são estritamente confidenciais. Nenhum resultado jamais foi e nunca será divulgado à imprensa ou a terceiros sem autorização prévia. Nossa ética nos impede de discutir em público os exames realizados no Laboratório GENE. A confidencialidade é um direito do paciente e um dever do médico.

Em casos judiciais, os resultados dos exames (laudos) são enviados diretamente ao Juiz pelo correio, registrado e com AR (Aviso de Recebimento). Os Juízes "abrem  vista" aos advogados das partes que, então, têm acesso ao laudo. O laudo pericial pode orientar os Juízes, mas não constitui em si mesmo uma sentença. Cabe a cada Juiz julgar a ação em curso conforme seu livre convencimento, usando as provas pericial, testemunhal e documental e informando sua decisão às partes.

Nos casos privados, os resultados são fornecidos aos envolvidos, ou a pessoas autorizadas por eles, em mãos ou pelo correio, conforme combinado. Cada perícia dá direito a 1 ou 2 exemplares originais do laudo. Para obter cópias adicionais favor consultar: (031) 3284 8000.

Tipos de teste em DNA, dependendo do número de locos testados

•  Perícia SUPERIOR - Análise pela PCR de vinte (20) regiões do DNA, ou mais, para fornecer um resultado com confiabilidade de 99,999%. O risco de falha humana no laboratório é controlado com a realização da perícia em 3 etapas. O resultado do teste de um primeiro grupo de locos pela PCR é conferido pela análise de um segundo grupo de locos, que repete alguns e introduz novos locos para ter mais informações e assim sucessivamente. Isto significa incluir na perícia prova e contra provas, para total segurança.

Resultado em aproximadamente 9 dias. Clique aqui e saiba o que significa o percentual 99,999%.

Além de se preocupar em controlar a atuação da equipe com contraprovas, o Laboratório GENE monitoriza conhecidos problemas técnicos com a própria PCR. Para isto os tubos processados com DNA dos envolvidos são flanqueados por 2 tubos extras para controle de precisão e contaminação..

•  Controle POSITIVO garante a padronização da PCR pois contem DNA conhecido, cujo resultado idêntico ao final do exame garante a precisão daquele procesamento específico.

•  Controle BRANCO não contém DNA e seu resultado nulo, ao final do processamento, garante que não houve contaminação de químicos, de instrumentos ou do próprio equipamento com DNA extrâneo. A PCR processa com facilidade quantidades mínimas de DNA, uma vantagem que é também um risco que torna prudente garantir que ela processou só mesmo o DNA dos envolvidos.

•  Perícia DNA TOTAL - Análise pela PCR de trinta (30) locos de microssatélites do DNA, ou mais, para fornecer um resultado com confiabilidade de 99,999999% na inclusão (resultado positivo) e 100% (certeza absoluta) na exclusão (resultado negativo). Prova, contraprova e retroprova em casos de TRIO ou DUO, com o cuidado especial de usar 2 amostras de cada pessoa, cujo DNA é extraído em datas diferentes. Isto equivale a realizar a perícia em duplicata. Além disso, os exames acontecem em 3 etapas, distintas e complementares. Para cada etapa as amostras de DNA são amplificadas independentemente pela PCR e são estudados grupos de locos. Os resultados do primeiro grupo de locos são conferidos independentemente pelos locos do grupo 2 e também pelos locos do grupo 3. Isto eqüivale à realização de perícias distintas independentes!

Novidade: Resultado em apenas 5 dias. Clique aqui e saiba o que significa o percentual de certeza de 99,999999% de inclusão, o melhor que a ciência atual permite atingir.

Modalidades de teste em DNA, dependendo das pessoas testadas